Gatilhos Sexuais - A Origem do Desejo

Início 26/09 às 20:00 (Horário de Brasília)

Deixe Abaixo Suas Dúvidas e Comentários


26 respostas para “Ao Vivo Maestria Social Setembro 2018 – 16”

  1. Matheus disse:

    Boa Noite Alexander! Tudo ótimo?

    No mês passado você me disse para eu analisar como estavam as coisas com minha ex e ver se ela estaria com uma Indisponibilidade Emocional.

    O primeiro contato dela depois da sua última aula foi no feriado onde ela pediu para eu deixar o cachorro com ela. Deixei o cachorro lá e conversamos bastante, rolou até um clima e quando fui tentar um beijo ela falou que não estava afim, que era mais do momento e eu disse que tudo bem como se isso não tivesse me abalado. Continuamos conversando e, do nada, ela começa a mexer no meu cabelo e diz que cada dia que passa eu estou mais bonito (não entendi sendo que ela não quer nada), apenas disse obrigado e depois de um tempo ela acabou se abrindo para mim dizendo que não consegue mais sentir nada por ninguém e eu perguntei se por mim era a mesma coisa e ela disse que comigo era diferente, que sente um carinho, gosta de estar comigo, do sexo etc. , mas não é mais a mesma coisa e também que não sabe o que esta acontecendo com ela. Depois nos despedimos com um abraço (que eu não considero como um abraço de amigos) e fui embora.

    A semana passou e nada dela até sexta onde ela me pediu uma carona, eu dei sem problemas. Só que desta vez eu não tentei nada, só conversei com ela como um bom amigo e a conversa foi muito boa, demos muitas risadas, ela também falou sobre a vida dela, do que ela quer se especializar e tudo mais. A semana passou novamente e um dia antes desta última sexta ela me pede outra carona e novamente dei sem tentar nada e apenas conversando como amigos e dando risadas. Ela até perguntou se eu gostei do óculos novo e da camisa nova dela, depois deixei ela na casa dela e a situação está assim.

    Ela também compartilhou em seu stories nesses dias isso: “Já estiveram em uma fase que não sabem o que sentir, nem o que estão sentindo? Que ta tudo errado, porém tudo certo?”

    Não sei se devo me afastar/evitar e realmente seguir em frente ou se há alguma maneira de ajudá-la com este bloqueio, até porque ela está no último semestre com TCC, estágio e DP, então eu até entendo.

    Se houver alguma maneira me de exemplos, por favor, de como abordá-la, como me portar etc.

    Devo mandar aquela mensagem pra ela nesse caso onde ela está distante e só me procura quando é favorável a ela (carona ou deixar/pegar o cachorro)?

    Mensagem:

    “Eu estou me sentindo um pouco diferente estando ao seu lado. Vou me afastar um pouco para reavaliar os meus sentimentos e o que está acontecendo comigo, pois eu não quero estar perto de alguém até ter realmente certeza do que eu quero.”

  2. Dreyer disse:

    Boa noite a todos!!

  3. Márcio Habib disse:

    Boa noite, Alexander! Vou precisar de vc!

  4. Reginaldo disse:

    boa Noite

  5. Eduardo disse:

    Boa noite Alexander

  6. Aurora disse:

    Alexander,

    Vejo que após o início do curso minha forma de relacionar com as pessoas mudou e me tornei uma pessoa muito influente. Mas notei que ainda tenho dificuldade no círculo íntimo. Ocorre a atração sexual, mas quando chega nesse ponto notei que fico perdida. Como posso melhorar?

  7. Carlos disse:

    Estava saindo com uma pessoa, mas com o tempo perdi o interesse por ela, mas percebo que ela ainda está muito atraída por mim, como posso fazer para me desligar dela sem magoa-lá

  8. Eduardo disse:

    Estou numa nova situação com outra garota. eu já havia ficado com ela a mais de 1 ano e conversávamos muito. Eu me afastei dela, por que ela se afastou primeiro retomei o contato a algum tempo e de desde então estamos conversando, porem no seguinte padrão… Conversas muito empolgantes e a apaixonadas durante 2 ou 3 dias e então ela passa a me ignorar meio que de repente mesmo, simplesmente nem abre as mensagens. Então eu me afasto por 15 a 20 dias. Nessa ultima retomada de contato ela meio que reclamou do meu sumiço e eu então fui direto e disse que a gente devia se encontrar, nos encontramos nos beijamos ela falou muito da vida dela, eu também mais foi rápido mesmo porque ela diz não ter tempo…e foi até um pouco chato devido o lugar. Tivemos uma leve discussão quanto a gente se encontrar na minha casa por questão de segurança e privacidade, ela insinuou que eu tenho “segundas intenções”. Eu me defendi e expliquei os motivos, porem no meio da conversa ela parou de me responder. Na manhã seguinte, depois de pensar muito negativamente no assunto e com certa resistência minha, falei com ela como se nada tivesse acontecido e, fiquei surpreso… ela também respondeu como se nada tivesse acontecido muito carinhosa. Mas algum tempo depois o mesmo padrão voltou, dessa vez estamos conversando cada vez menos. Eu ofereço uma coisa gostosa pra ela tipo Sushi etc… e ela diz que quer , corresponde bem num primeiro momento depois para. Então eu me afasto. Devo manter o mesmo padrão de afastamento? Aumentar o tempo de afastamento?Devo ter um conversa clara e aberta? Pelo que vi estamos longe de criar conexão.

  9. Márcio Habib disse:

    Alexander,

    Espero que ainda se lembre do meu caso, para que eu possa ser um pouco mais sucinto na minha

    dúvida desta vez. Preciso do seu expertise, por favor.

    Na última aula, diante da situaçao de rejeiçao que minha ex me colocou quando tivemos nossa

    última conversa, vc me orientou a utilizar o gatilho de contraste emocional, o qual pesquisei

    em seus vídeos e em outras fontes.

    Há cerca de 3 semanas, encontrei minha ex na igreja, durante a missa. Ela me ignorou

    solenemente durante a celebraçao, evitando inclusive me cumprimentar no momento dos

    cumprimentos. Estávamos em uma posiçao em que ela nao poderia dizer que nao me viu (eu estava

    no banco ao lado do dela). Ao final da missa, eu retardei meu passo, para esbarrar nela na

    saída, e fazer um teste de receptividade cara a cara (e aplicar inicialmente o gatilho que vc

    me recomendou). Percebi que ela estava me espiando de longe, para ver se eu faria isso.

    Quando ela passou por mim, fazendo de conta que nao me viu, eu a chamei, alegremente, como eu

    faria com um velho amigo. Ela nao esperava por isso, e me respondeu desconcertada,

    visivelmente incomodada. Tentei perguntar como foi sua semana, etc., e ela sinalizou que iria

    entrar num mercado próximo (indicando que nao iria comigo). Insisti em acompanhá-la, dizendo

    que iria comprar um pacote de pao de forma no mercado, e entrei com ela. La dentro, ela mais

    uma vez tentou me cortar, e se despedir novamente. Deixei ela ir, comprei o que disse que

    compraria, e saí no local onde ela pega o onibus. Ela estava ao telefone, e ao desligar, foi

    direto para o onibus. Antes que ela entrasse, eu sinalizei a ela que precisava pedir um favor.

    Ela aceitou conversar, e eu inventei uma história, pedindo um conselho de culinária pra ela.

    Nessa hora ela foi razoávelmente simpática, até rindo levemente dos meus comentários. Nao me

    extendi muito, e ao nos despedirmos, ela me beijou no rosto duas vezes, entrou no onibus e eu

    fui embora sem olhar para trás.

    Uma semana depois, num evento importante de nossa paróquia, eu combinei com uma amiga para

    irmos juntos, e nao ficar sozinho, e me sentir triste caso visse minha ex por lá. Essa minha

    amiga me apresentou a outras duas meninas, e ficamos juntos ao longo do evento. Uma das amigas

    dela estava esperando outra pessoa, que nao havia chegado até entao.

    Durante o evento, mais perto do final, a minha ex apareceu, e ficou bem próxima de mim, mas

    fez de conta que nao me viu. Quando o evento terminou, e eu comecei a sair junto com as outras

    meninas, minha ex estava no caminho, parada. Eu a cumprimentei normalmente, e trocamos dois

    beijos no rosto. Logo em seguida a surpresa: a pessoa que uma das meninas estava esperando era

    a minha ex. E sao amigas bem próximas. Depois me lembrei que já havia visto as duas juntas no

    mesmo evento (inclusive na festa junina anterior, onde minha ex havia sido fria comigo antes

    pela primeira vez). Acabamos saindo todos juntos, mas a minha ex evitou ficar perto de mim,

    inclusive nem se despediu de mim, entrando num papo reto com as outras meninas. Apenas a minha

    amiga se despediu, e eu disfarcei, pois essa minha amiga nao sabe que eu e minha ex tivemos um

    relacionamento. Faz 3 semanas que isso aconteceu.

    Alexander, fiz uma revisao de todos os passos da reconquista após esses eventos. Assisti até

    um vídeo seu falando sobre quando considerar a reconquista do zero (vídeo “comofazer alguém

    voltar a gostar de vc”). Nao estive com a minha ex novamente a ponto de poder falar com ela.

    Apenas a vi algumas vezes na porta da loja onde ela trabalha (pois é caminho para minha casa

    após o trabalho), mas nao busquei contato direto (ela me viu, tenho certeza disso). Nem sequer

    acenei para ela (sempre passo do outro lado da rua, e nao na porta diretamente). Penso em

    estreitar amizade com as meninas que estiveram comigo no último grande evento, mas nao sei se

    devo me aprofundar, pois elas tem linha direta com a minha ex. Lembro que vc falou no curso

    fórmula da seduçao que amizades em comum podem ser boas, ou ruins nesse processo. E continuo

    bloqueado no whatsapp.

    Quanto ao jogo interno, estou me dedicando com afinco ao meu violao, que é um dos meus trunfos

    como gatilho da novidade, e estou fazendo segredo dele para todos a volta dela. Além disso,

    estou melhorando a cada dia no canto das missas, e minhas amizades na igreja crescem cada vez

    mais. Vejo como estou sendo bem acolhido por todos, inclusive os colegas da pastoral que ela

    participa. Como ela vende pastéis na cantina, estou criando o hábito de entrar lá todos os

    domingos (nao apenas o dela), para que todos vejam isso como um habito natural meu, e nao

    apenas uma mera desculpa para falar com ela no domingo dela. Enfim, estou adotando o tratar

    ela como uma velha conhecida, e nada mais, mesmo sendo muito difícil. Mas estou me

    acostumando. E Continuo trabalhando o apoio e controle emocional.

    Alexander, diante disso tudo, é caso de eu considerar começar do zero? Isso que ela está

    fazendo comigo pode ser considerado a indiferença para desistir? Admito que gosto demais dela

    para desistir, mas é o caso? Como especialista que eu tanto respeito, o que vc me recomenda

    fazer agora, além do gatilho de contraste emocional?

  10. Márcio Habib disse:

    Conteúdo muito bom, Alexander. Já vou começar a implementar.

  11. Aurora disse:

    Excelente conteúdo. Teve alguns conceitos novos.

  12. Anônimo disse:

    Gostei bastante Alexander, muito boa a Aula

  13. Greg disse:

    Gostei bastante Alexander, muito boa a Aula

  14. Carla disse:

    Gostei, alguns gatilhos já aplico. Porém gostei dos reforços!!
    Ansiosa pela próxima aula, pois estou em um namoro oficial a menos de 1 mês.

  15. Matheus disse:

    Sim, seria assim bem carinhoso e apertado com beijos no rosto.

    Então caso ela venha querer uma carona eu devo fazer restrição dizendo que desta vez não vou poder devido a um compromisso?

    Muito Obrigado Alex, a aula foi muito boa hoje! Boa Noite…

  16. Dreyer Zanotto disse:

    Muito boa a aula

  17. Carla disse:

    Não é questão de etapas… afinal, eu acreditava que ele estava em bloqueio emocional…

  18. Greg disse:

    Muito Obrigado Alexander! Boa Noite a todos!

  19. Aurora disse:

    O que você mencionou é sobre o curso de atração irresistível?

  20. Randoriva disse:

    Generic Cialis Reviews Propecia Bei Geheimratsecken priligy mexico costo Propecia Perdida De Pelo Viagra Bestellen Gunstig

  21. Randoriva disse:

    Dapoxetina Meccanismo cheap cialis Order Terazosin Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.